Prêmio Tesouro Nacional 2021 destaca iniciativas sobre dados públicos e reforma administrativa

A 26ª edição premiou trabalhos nas categorias Monografias e Soluções

O governo federal premiou, nesta segunda-feira (6/12), os trabalhos vencedores da 26ª edição do Prêmio Tesouro Nacional – uma iniciativa da Secretaria do Tesouro Nacional do Ministério da Economia que visa incentivar a pesquisa científica sobre finanças públicas e a busca por soluções inovadoras. As inciativas vencedoras das categorias Monografias e Soluções tiveram como tema a modernização e democratização do acesso aos dados da Administração Pública e os possíveis impactos fiscais da reforma administrativa.

A cerimônia virtual de premiação contou com a participação do ministro da Economia, Paulo Guedes; do secretário especial de Tesouro e Orçamento, Esteves Colnago; e do secretário do Tesouro Nacional, Paulo Valle; além de outras autoridades.

“É o fiscal que dirige todo o processo”, afirmou o ministro Paulo Guedes durante a cerimônia. Ele parabenizou os participantes do prêmio e a equipe do Tesouro Nacional. “Derrubamos e recontrolamos a trajetória futura dos gastos com a Previdência, depois com o endividamento em bola de neve, com os gastos com o salário do funcionalismo, que também estava fora de controle”, destacou o ministro.

Na categoria Monografias foram três ganhadores e houve duas menções honrosas. O primeiro lugar ficou com a monografia “Impacto de Medidas de Gestão de Pessoas sobre as Despesas com Pessoal”, de Alessandro Ribeiro de Carvalho. “Procuramos dar uma contribuição para o debate da reforma administrativa”. O trabalho trata de temas como estrutura das carreiras, redução do salário de entrada e da taxa de reposição dos servidores que se aposentam.


Confira abaixo as iniciativas premiadas: 

Categoria: MonografiasTemasAutores
1º lugarImpacto de Medidas de Gestão de Pessoas sobre as Despesas com PessoaAlessandro Ribeiro de Carvalho
2º lugarA Situação Fiscal Local e a Resposta à Pandemia da Covid-19 – evidências para os municípios brasileirosRafael Barros Barbosa, Gerrio dos Santos Barbosa; Glauber Marques; e Daniel Tomás de Souza
3º lugarUma Avaliação Econômica do Prouni Contrastando à Marcha Salarial dos Egressos com o Gasto Tributário do ProgramaVinícius Augusto Lima Almeida e Francis Carlo Lourenço

O secretário especial de Tesouro e Orçamento destacou que esta edição do prêmio ocorre no contexto da nova estrutura da Secretaria do Tesouro Nacional, hoje integrada à Secretaria do Orçamento Federal, e explicou que “estudar as finanças públicas e as soluções que podem ser dadas a elas é essencial para o nosso país”.

O secretário do Tesouro Nacional, Paulo Valle, também presente à cerimônia de premiação, lembrou que o Prêmio Tesouro Nacional é considerado o evento mais duradouro do setor público brasileiro. “Participei da criação desse programa e vejo sua importância para o desenvolvimento da discussão científica, com benefícios para o dia a dia do Tesouro Nacional em nossa missão, que é o equilíbrio fiscal”.

Confira abaixo as menções honrosas: 

Menção HonrosaTemasAutores
Risco Ambiental das Reservas Internacionais – uma discussão aplicada com os Bancos Centrais da América Latina e do CaribeViviane Helena Torinelli, Antônio Francisco da Silva Júnior; José Silveira Andrade; e Serafim Martinez
 Subsídio às Fiscalizações Públicas e Identificação de Municípios com Gastos Discrepantes na Educação BásicaRenata Guanaes Machado
Os três primeiros colocados receberam, respectivamente, R$ 20 mil, R$ 10 mil e R$ 5 mil e, juntamente com os autores que tiveram honrosa, verão seus trabalhos publicados na revista Cadernos de Finanças Públicas.

Categoria Soluções

 A iniciativa vencedora na categoria Soluções foi “Base de Dados”, de Matheus Ávila Amaral de Souza e Ricardo Dahis. Eles receberão R$ 6 mil e terão o trabalho divulgado no portal Tesouro Transparente. Os autores criaram uma base de dados com foco nas finanças públicas, com informações por municípios, estados e União – procedentes de órgãos e instituições como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), secretarias municipais e estaduais e Ministério da Economia. “São diversas possibilidades de análise”, disse Matheus, graduado em Ciências Econômicas pela Unicamp.

Apoio

O Prêmio Tesouro Nacional é realizado pela Secretaria do Tesouro Nacional, com patrocínio da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e apoio institucional do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e da Escola Nacional de Administração Pública (Enap).

Fonte: Ministério da Economia

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp