4 conselhos básicos da CON para o uso do BIM

Ao colocar em pauta a implementação da metodologia BIM (Building Information Modeling) em seu órgão de atuação ou até mesmo como um profissional independente, é necessário que leve em consideração alguns aspectos fundamentais. Podemos colocar eles como uma tríade necessária: tecnologias, processos e pessoas. De acordo com o site, ArchDaily, esses três pontos chaves resumem muito bem o uso da tecnologia.

1) Tecnologias BIM: Após implementar o BIM, é importante saber quais os requisitos de software e hardware que serão usados, afinal, o uso de tecnologias BIMexpande o escopo dos serviços de atuação dos profissionais na engenharia civil. No que concerne ao trabalho na área da arquitetura, as opções de ferramentas de modelagem conhecidas usadas no mercado são o Autodesk Revit e o ArchiCAD da Graphisoft. Cada uma possui suas particularidades, vantagens e desvantagens, porém, é importante saber as ferramentas também devem andar de junto aos outros atores do projeto.

2) Processos: A Implementação gradual de BIM é necessário, já que estamos falando de uma tecnologia que é relativamente nova, apesar de seu rápido avanço. Existem diversos níveis de adoção e isso, de fato, é mais saudável quando ocorre aos poucos, com calma e de maneira ordenada, a fim de dar tempo as equipes e profissionais envolvidos para adaptação. Neste processo é interessante contar com ajuda de um consultor ou profissional nesta área. Uma vez definidos os objetivos da implementação, deve ser considerado o impacto na produtividade que a modificação dos processos terá. Isso geralmente considera tempos de treinamento e curvas de aprendizado de softwares.

3) Otimizar a aprendizagem: Uma das chaves para otimizar a curva de aprendizagem é realizar o processo de adoção ou implementação em um projeto ‘beta’, que deve estar alinhado com o perfil dos projetos desenvolvidos pelo profissional ou empresa. Seu objetivo é servir como ponto de partida para gerar conteúdo, fluxos e detectar pontos de melhoria antes de generalizar o uso da metodologia BIM nos demais projetos. Além disso, este projeto beta é geralmente um bom ponto de partida para gerar documentação interna de requisitos e padrões de modelagem a serem cumpridos na empresa.

4) Pessoas: É importante que o processo de adoção do BIM envolva entender quais tecnologias são tratadas e como elas afetam o processo de desenvolvimento de projetos. Neste ponto, é conveniente fazer a seguinte pergunta: que tipo de projetos desenvolvemos ou desenvolveremos? Dependendo do tipo de projeto, diferentes ferramentas e metodologias BIM serão usadas para realizar este trabalho. Também é necessário considerar o perfil das pessoas que usarão a tecnologia. Por exemplo, o caminho de aprendizagem de um profissional que desenvolve projetos de arquitetura será diferente daquele de um profissional que gerencia ou revisa projetos arquitetônicos (inspetor de impostos ou representante do diretor). Nem todos os membros de uma equipe precisam aprender a usar as mesmas ferramentas ou com o mesmo grau de profundidade.

Fonte de pesquisa: ArchDaily

E, VEM AÍ O II BIM EXPERIENCE!

Sabendo que este tema é de extrema importância para a formação de gestores que utilizam os softwares BIM em seus negócios, A CON Treinamentos preparou o evento o II BIM EXPERIENCE!        

Totalmente online e REAL TIME, você terá oportunidade de passar 3 dias frente a frente aos pioneiros e mais experientes profissionais do setor!

Eles irão conduzir os participantes a uma imersão em conteúdos que abrirão seus caminhos para implantar, aplicar, exigir e vivenciar a metodologia BIM em obras públicas da melhor maneira possível.

Não perca a oportunidade de participar deste grande evento e obter informações valiosas para dominar o uso do BIM nas Obras Públicas.

Participe do Maior Evento de BIM para Obras Públicas do Brasil e ainda ganhe um exemplar impresso do Livro “BIM PARA OBRAS PÚBLICAS” de autoria de Hamilton Bonatto, com prefácio de Washington Luke!

Já reserve na agenda: do dia 22 a 24 de novembro! #CONBIMX

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp