A segunda edição do BIM Experience discute a experiência da adoção da modelagem nos municípios

A secretária de Obras Públicas da Prefeitura de Maringá, Érica Magalhães, apresentou na manhã desta quarta-feira, 24, durante a segunda edição do BIM Experience, a experiência da adoção da modelagem BIM no município.

Érica Magalhães apresentou aos participantes como foi o início da adoção do BIM em Maringá, especialmente a reforma e ampliação das pistas e do terminal de passageiros do Aeroporto Regional; os desafios encontrados para o atendimento ao uso da metodologia; as ações imediatas da administração para o uso do BIM; os desafios na fiscalização do projeto básico; e ações da gestão de Maringá para a disseminação do BIM nas secretarias.

Além dos investimento em equipamentos, a secretária também explicou em sua apresentação os softwares utilizados; o treinamento interno em fases; o planejamento para as primeiras ações de Maringá junto ao BIM; a confecção de termos de referência para a contratação de projetos; a execução de projetos internos utilizando a modelagem e a construção do manual de projetos de obras em BIM para o município.

Segundo ela, entre as maiores dificuldades encontradas estão os equipamentos obsoletos e conhecimento imaturo quanto à metodologia, sendo necessárias algumas ações imediatas para o uso do BIM, como compra de equipamentos, devido à necessidade de máquinas com maior desempenho para a execução dos softwares; a aquisição de licenças e eventos voltados para o uso do BIM.

Ao encerrar sua apresentação, a secretária deu algumas dicas e recomendações aos municípios que desejam utilizar a metodologia BIM. “É importante a aquisição de equipamentos e capacitação gradativa aos servidores, a contratação de projetos que exija a metodologia BIM para realizar a fiscalização, e a adoção de uma gestão que acredita e incentiva a implementação”, ressalta.

O painel também contou com a participação do arquiteto Wilian da Silva Destefani, da Secretaria de Obras Públicas da Prefeitura de Maringá, que apresentou aos participantes do evento o uso do BIM na fiscalização dos projetos e obras do Aeroporto do município, bem como as maiores dificuldades encontradas e os desafios a serem superados.

SOFTWARES – Ainda foram discutidos na manhã desta quarta-feira, último dia do BIM Experience, os softwares compatíveis com o BIM para os diversos tipos de obras, com o idealizador do LaBIM-SC e especialista no Grupo Ad Hoc Compras Governamentais do Comitê Estratégico de BIM do MDIC, Rafael Fernandes.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Notícias Recentes