AGU implementa Super Sapiens, sistema de inteligência jurídica que será expandido para outros órgãos do governo

Mais de 100 instituições estão interessadas na utilização da nova versão do premiado sistema, que agora terá integração com outros bancos de dados e poderá ser acessado e assinado por meio de smartphones

O Advogado-Geral da União, André Mendonça, anunciou nesta segunda-feira (31) a implementação e expansão do Super Sapiens, o novo Sistema de Inteligência Jurídica da AGU. Ao participar de live destinada aos membros e servidores da Advocacia-Geral da União, André Mendonça celebrou a “nova dimensão” do sistema, que atenderá os integrantes da instituição em uma versão jurídica completamente reformulada, e os demais órgãos do governo federal no módulo administrativo.

“Nós entramos em outro patamar no nível da atuação da instituição e do governo federal como um todo, no âmbito de um governo digital e da atuação de uma Advocacia Pública completamente inserida no século XXI, na tecnologia da informação, na gestão dessa informação e na gestão do conhecimento”, afirmou André Mendonça. Durante a live, foram apresentados os detalhes sobre as novas funcionalidades do Super Sapiens e o cronograma de treinamento dos usuários.

O sistema está sendo ampliado para outras instituições do governo federal, oferecendo uma atuação “sistêmica”, nas palavras do Advogado-Geral. Ele destacou os ministérios da Economia e da Justiça e Segurança Pública como parceiros na expansão do Super Sapiens dentre os órgãos governamentais. No futuro, o módulo administrativo da plataforma, denominado SUPER.BR, substituirá todas as soluções do Sistema Eletrônico de Informações (SEI), com tarefas como protocolo, edição e arquivo de documentos.

“Hoje, o principal objetivo estratégico do Sapiens é atender 15 mil usuários. Será o maior programa de capacitação da história da instituição”, disse André Mendonça, informando que as fases de aprendizado e implementação do Super Sapiens devem ocorrer de modo substancial a partir do segundo semestre deste ano.

O treinamento envolve a capacitação para o módulo jurídico do Super Sapiens, responsável por atender a Advocacia-Geral da União e as Procuradorias-Gerais dos Estados e Municípios. Até o momento, 35 acordos de cooperação já foram assinados com procuradorias públicas para compartilhar a tecnologia de forma gratuita com instituições de Advocacia Pública espalhadas por todo o país.

Segundo o diretor do Departamento de Gestão Estratégica da AGU, Caio Castelliano de Vasconcelos, mais de 100 instituições estão interessadas na utilização do sistema. Antes de abrir a live para esclarecer dúvidas dos integrantes da AGU sobre o Super Sapiens, Caio Castelliano destacou algumas vantagens do novo sistema. Dentre elas, a utilização e assinatura por meio de smartphones e a integração com outros bancos de dados.

“Na AGU, a gente atua em mais de 300 cidades, estamos em mais de 800 unidades, e temos mais de um milhão de intimações por mês, em um volume que é crescente. O Super Sapiens vai trazer produtividade às nossas atividades e mais efetividade à nossa atuação”, destacou.

Em dezembro do ano passado, o Sapiens foi o grande vencedor da categoria Advocacia do Prêmio Innovare 2020, que destaca as boas iniciativas da área jurídica. A 17ª Edição do Prêmio contou com outras 106 inscrições na mesma categoria em que a AGU foi vencedora. “Vocês são um orgulho para nossa instituição e para a Administração Pública Federal”, disse André Mendonça, parabenizando os responsáveis pelo desenvolvimento e gestão do sistema.

A nova versão do sistema já está em operação para parte dos membros e servidores da instituição. Os integrantes do Departamento de Gestão Estratégica (DGE), por exemplo, trabalham exclusivamente na nova plataforma desde o dia 26 de abril.

Fonte: AGU | Imagem: Daniel Estevão/AscomAGU

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp