Atuação do TCU gera recorde de benefícios financeiros em 2021

As fiscalizações do Tribunal trouxeram aos cofres públicos R$ 54 bilhões em benefícios financeiros em 2021, ante R$ 13 bilhões em 2020

Os benefícios financeiros contabilizados pelo Tribunal de Contas da União (TCU) em 2021 são os maiores já registrados na história da Corte de Contas. O montante total validado foi de R$ 54 bilhões, ante R$ 13 bilhões em 2020. No sistema Alice, uma das ferramentas de Tecnologia da Informação do TCU, o valor captado foi de R$ 426 milhões em 2021, enquanto em 2020 o benefício alcançado chegou a R$ 194 milhões.

Desde o ano passado o Tribunal divulga separadamente os benefícios potenciais dos efetivos, o que gera maior transparência, pois o primeiro é só uma expectativa, enquanto o segundo de fato reflete o benefício calculado, que resultou da ação de controle e foi medido.

Os benefícios financeiros registrados utilizaram, em comum, estratégia de controle de médio e longo prazo e uso intensivo de tecnologia para cruzamento e análise de dados. O próximo passo é medir também os benefícios qualitativos.

O resultado de 2021 reflete a atuação do Tribunal ao longo de vários anos – com especialização, coordenação de esforços no controle, priorização, uso de tecnologias e continuidade de propósitos.

Grupo de Trabalho – O TCU estruturou grupo de trabalho para pensar em soluções focadas em melhorias nos procedimentos internos, de forma que o corpo técnico do TCU esteja atento às iniciativas que têm maior potencial de gerar benefícios financeiros. A intenção é que tais iniciativas sejam priorizadas nos planos de controle externo e operacionais.

Expectativas – Com esse novo projeto, o TCU pretende trazer para o radar dos servidores os temas relacionados a benefício e monitoramento, de modo que o benefício não seja pensado apenas no final do trabalho, mas que seja uma preocupação desde o início de um planejamento. Há também a expectativa de melhorar entregas do TCU tanto em quantidade como em qualidade.

Fonte: TCU

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp