Gov.br acelera modernização do Estado e se consolida como plataforma de relacionamento com o cidadão

Iniciativa, que completa dois anos, contribui para o combate à burocracia, a melhoria da qualidade dos serviços e promove a transformação digital

O portal Gov.br completa dois anos consolidando a transformação digital do país e proporcionando grandes avanços para o relacionamento do Estado com o cidadão. A plataforma tecnológica criada pelo governo federal em julho de 2019 permite o acesso digital às informações, notícias e serviços prestados pelos órgãos públicos à população, com rapidez, facilidade, acessibilidade e usabilidade na experiência do usuário.

Hoje, 110 milhões de pessoas estão cadastradas no gov.br e utilizam os serviços oferecidos em meios digitais com um único login e senha. O usuário ganha tempo, qualidade e evita burocracia, com a segurança necessária e a um custo menor. Já são mais de três mil serviços públicos oferecidos em meio digital – entre eles a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), o Certificado Internacional de Vacinação e a Carteira Digital de Trânsito –, o que representa 70% do total de 4,5 mil serviços existentes e cadastrados na plataforma.

“O governo atua de forma decisiva na modernização dos serviços prestados aos brasileiros ao mesmo tempo em que busca colocar o país em posição de destaque no mundo, e o gov.br é uma das provas desse avanço. O ritmo de mudanças é continuado e perene, gerando transparência, eficiência no serviço público e desenvolvimento econômico e social a todos os cidadãos”, destaca o secretário especial de Modernização do Estado da Secretaria-Geral da Presidência da República, Eduardo Gomes.

A digitalização foi fundamental no combate à pandemia da Covid-19 e seus efeitos econômicos. Foram 832 serviços transformados durante a crise sanitária causada pelo novo coronavírus. Até o fim de 2022, o governo federal pretende oferecer em meios digitais 100% dos seus serviços no gov.br.

Com isso, mais de 100 milhões de solicitações que seriam feitas presencialmente, por correspondência ou por telefone puderam ser feitas em meio digital, com custo mais baixo para o cidadão e o governo. Além da economia, houve garantia de mais agilidade, transparência e maior facilidade de acesso às informações e aos serviços públicos.

“Ao longo desses dois anos, o gov.br tem se consolidado como a plataforma de referência para cidadãos e empresas demandarem serviços do governo federal pela internet. A plataforma faz parte da estratégia ampla de governo digital, que coloca o cidadão como foco principal de todas as ações do governo, oferecendo serviços e atendimento integrado, com segurança e transparência das informações”, explica o secretário de Modernização da Administração Federal, José Roberto Fernandes Júnior.

O secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Caio Mario Paes de Andrade, disse que ao oferecer ferramentas e soluções tecnológicas, o governo federal também está possibilitando a melhoria do ambiente de negócios no país, fomentando o crescimento e o desenvolvimento econômico. “É histórico e é um caminho sem volta. O gov.br é uma grande conquista silenciosa da sociedade brasileira”, declarou.

Quem passou a usar os serviços digitais foi o auxiliar administrativo Robson Almeida Alves Brasil, de 36 anos. “Estou descobrindo tudo isso agora e acho, sim, bem mais prático ficar resolvendo o que preciso por meio do digital. Uso cadeira de rodas e não tenho como ficar saindo, abrindo e fechando a cadeira, é muito desgastante. Os aplicativos estão me ajudando mesmo nessa questão”, contou.

Economia

A estimativa é que a economia anual gerada com a digitalização dos serviços seja de R$ 3,1 bilhões – R$ 2,3 bilhões para a sociedade e R$ 800 milhões para o governo. O usuário não precisa ir até as agências dos órgãos públicos, gastar com transporte e dispor de tempo. Já o governo elimina a burocracia, reduz o uso de papel, a contratação de pessoal para atendimento presencial e as perdas com erros e fraudes.

“Hoje uma boa parte da população usa a versão digital da carteira de trabalho, da carteira de motorista, do CPF e de tantos outros documentos. É o mundo digital que chegou para fazer prova de vida, pagar o auxílio emergencial, requerer e receber o seguro-desemprego, fazer embarques em aeroportos. Tudo para melhorar a experiência no atendimento. Tudo para facilitar a vida do cidadão”, ressaltou o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital/ME, Caio Mario Paes de Andrade.

Usuários

Outra marca atingida ao completar dois anos é a de 110 milhões de usuários cadastrados no gov.br. Um deles é o servidor público Helmarques Ferreira dos Santos. “Eu uso o Meu gov.br e acho interessante a ideia de acompanhar minha vida funcional na palma da mão. Consulto a prévia do contracheque e faço os requerimentos necessários. O banco de talentos migrado ficará mais simples de acessar em um mesmo local. Também posso fazer cursos on-line com a senha do Meu gov.br”, avaliou, completando: “Acho importante o governo facilitar a vida do servidor com aplicativos simples de usar, seguros e funcionais”.

O cadastro no gov.br dá acesso aos serviços públicos digitais de forma segura e confiável. Com um único login e senha é possível acessar não só os serviços federais, mas também os serviços de estados e municípios que também aderiram ao gov.br.

Aplicativos

O cidadão também pode ter acesso aos aplicativos do governo pelo gov.br. Os mais baixados são o da Carteira Digital de Trânsito (22.494.000); Carteira de Trabalho Digital (17.867.000); Meu INSS – Central de Serviços (11.019.000); gov.br (4.557.600); e Conecte SUS (3.561.100) – dados referentes ao acumulado de 2020 e 2021.

Para o aposentado Dornelles Williams de Oliveira, de 67 anos, fazer a prova de vida nunca foi tão fácil. Sem sair de casa, ele acessou tudo pela internet e não precisou ir a uma agência do INSS. “O aplicativo é muito fácil de usar e bastante seguro. Fiz minha prova de vida do INSS este ano pelo celular, de forma fácil e rápida, no conforto da minha residência. Espero que a cada dia sejam incluídos novos serviços, o que vai ser muito útil, facilitando a vida de todos e economizando tempo. Da minha parte, só tenho a recomendar a utilização do aplicativo”, afirmou.

Já a publicitária Giovana de Freitas, de 21 anos, baixou o aplicativo da carteira digital de trânsito e disse que achou vantajoso ter o documento nesse formato. “Ela oferece muita praticidade, pois é uma forma de levar o documento para qualquer lugar, utilizando apenas meu celular. Não me preocupo mais com perdas, como é o caso da CNH de papel, pois com a digital não existe esse risco”, disse a jovem.

Plataforma única

Antes o cidadão precisava acessar diferentes sites do governo na busca dos serviços públicos. Com o gov.br, essa realidade mudou. Ele unifica os canais digitais do governo federal, priorizando as informações sobre os serviços prestados e criando uma entrada única para as notícias e páginas institucionais da Administração federal.

A ideia é simplificar o acesso dos cidadãos aos serviços públicos e informações. Até o final do mês de junho, 126 portais já haviam feito a migração. A oferta das informações institucionais, notícias e serviços públicos prestados pelo governo federal em uma só plataforma foi definida pelo Decreto nº 9.756/19, visando oferecer ao cidadão um canal direto e rápido de relacionamento com os órgãos federais.

Fonte: Ministério da Economia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp