Governo de Minas busca startups para sanar desafios da gestão pública


 
 
Inscrições estão abertas até o dia 12 de fevereiro, e aceleração será 100% on-line
Com intuito de continuar fomentando o ecossistema de inovação mineiro e sanar os desafios da gestão pública, o Governo de Minas Gerais criou a Edição Especial do Seed. Durante o período de seis meses, startups receberão aceleração personalizada e aporte de R$80 mil, livres de participação. Nesta edição, selecionadas terão a oportunidade de aplicar suas tecnologias para solucionar entraves sofridos por órgãos do Estado.
Para o secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, Fernando Passalio, a nova edição do programa recebeu elogios e também ponderações sobre o formato adotado. “Estamos cumprindo o nosso compromisso de ser um governo aberto ao diálogo, conversamos com o ecossistema e decidimos reduzir a utilização da solução da startup de 24 meses para seis meses”, explica Passalio, garantindo que, além disso, o período de inscrições do programa foi estendido para até o dia 12 de fevereiro, às 20 horas.

Aceleração 100% digital!

Para ser mais democrático, o programa foi adaptado à realidade atual, com capilaridade para atender os quatro cantos do estado de Minas e gerar ainda mais impacto. A metodologia do programa foi ajustada para o contexto on-line, sem reduzir o engajamento, as experiências e a geração de resultados.
A intenção é também dar oportunidade para empreendedores do interior do estado. Agora, as startups poderão impactar os desafios públicos, seja onde elas estiverem. Além do formato digital, está sendo estabelecida uma rede de parceiros que poderá abrigar e apoiar a startup independentemente da sua localidade. Em Belo Horizonte, o local de aceleração será o Hub de Inovação do BHtec, onde, em breve, quando a pandemia do coronavírus acabar, os participantes poderão se reunir presencialmente.
A aceleração contará com uma frente de desenvolvimento de negócios para que as startups participantes alcancem mais e melhores resultados. Foi desenhada uma jornada de desenvolvimento tecnológico para fortalecer e incorporar novos produtos aos negócios inscritos, tendo como ponto central o BH-TEC e seus parceiros.

Criação de parcerias para uma rede tecnológica ainda mais conectada

Os agentes de aceleração terão o papel central de conectar as demandas de negócios e tecnológicas das startups com players que farão a diferença para o momento de cada empreendimento. Eles serão apoiados por advisors seniores de mercado e do setor público, para desvendar o caminho das entregas aos demandantes, sem perder o foco em negócios globais.
Os participantes poderão se inscrever em um desafio público e testar suas soluções em ambientes reais e controlados. Isso significa que poderá abrir as portas para um mercado de 27 governos estaduais e distritais, 853 municípios mineiros e mais de 5.500 municípios brasileiros. Uma tecnologia desenvolvida em Minas Gerais, se validada, pode virar case para o Brasil e, ainda, para o mundo.
Os interessados devem acessar o edital e se inscrever em www.seed.mg.gov.br
Fonte: Governo de Minas

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp