Governo Federal contrata empresa para implantar o TáxiGov em Curitiba

Economia será de 70,6% em comparação com o antigo modelo

O Ministério da Economia divulgou o resultado do pregão eletrônico para a implantação do TáxiGov em Curitiba e região metropolitana. A licitação gerará uma economia de R$ 3,7 milhões em comparação ao antigo modelo de transporte administrativo de servidores públicos. Ao todo, 17 órgãos participaram do processo centralizado de contratação e a medida deve impactar 20 mil servidores públicos federais que atuam na capital do Paraná.

“O cidadão já utiliza um aplicativo para se locomover e agora será a vez dos servidores públicos federais de Curitiba utilizarem o mesmo modelo, que reduz os gastos e tem um ganho de qualidade também”, explicou o secretário de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Caio Mario Paes de Andrade. “Esta é uma das ações para a transformação digital da Administração Pública.”

Segundo o Diário Oficial da União (DOU), a vencedora da licitação foi a Associação Mega Táxi Brasil. O preço unitário do quilômetro será de R$ 2,50, e foram contratados 608.693 quilômetros pelo Governo Federal. O contrato terá duração de 12 meses, podendo ser renovado por iguais períodos, até o limite de 60 meses. O edital de contratação exige que os carros tenham quatro portas, ar-condicionado e monitoramento via aplicativo com GPS.

O TáxiGov já está presente em 174 órgãos e entidades em 12 capitais brasileiras. “Até o momento, a medida já gerou uma economia de mais de R$ 29,3 milhões e, também, possibilitou o leilão de 137 veículos, que deixaram de ser utilizados pelos órgãos da Administração Pública. A venda desses carros resultou numa arrecadação de R$ 1,9 milhão”, explicou o secretário Cristiano Heckert. “Até o fim do ano, levaremos o TáxiGov para 23 capitais brasileiras, pois queremos modernizar o transporte administrativo de 500 mil servidores.”

Fonte: Governo Federal

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp