Institutos de atenção especial à saúde aderem ao TransformaGov

Os três órgãos, vinculados ao Ministério da Saúde, agora participam do programa do Ministério da Economia que visa avaliar e modernizar a gestão estratégica

Os três institutos de atenção especial à saúde do Ministério da Saúde (MS) já fazem parte do Programa de Gestão Estratégica e Transformação do Estado (TransformaGov). São eles: Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into), Instituto Nacional de Cardiologia (INC) e o Instituto Nacional de Câncer (Inca) – que aderiu à ação na última sexta-feira (14/1). Desenvolvido pelo Ministério da Economia (ME) em parceria com a Secretaria Especial de Modernização do Estado (Seme), o TransformaGov já conta com a adesão de 120 órgãos.

O programa foi instituído pelo Decreto nº 10.382/2020 com o objetivo de avaliar e modernizar a gestão estratégica dos órgãos integrantes da Administração Pública federal direta, autárquica e fundacional. Ele oferece aos participantes um conjunto de soluções de curto e médio prazo, a fim de desenvolver planos de aprimoramento gerencial, novos arranjos e eficiência organizacional. Assim, oferta apoio técnico a órgãos e instituições nas áreas de governança e gestão; processos; estruturas organizacionais; infraestrutura e logística; e gestão de pessoas.

O Plano de Gestão Estratégica e Transformação Institucional (PGT) do Into prevê a implantação de 16 iniciativas de modernização até dezembro de 2022. Entre os destaques está a avaliação para uma possível implementação do Programa de Gestão, que traz como elemento principal a alocação da força de trabalho focada em resultados, seja ela de forma presencial, remota ou híbrida. Outra ação relevante é a revisão do planejamento estratégico do instituto.

Já para o INC serão nove iniciativas até novembro de 2022. O instituto também fará uma revisão do planejamento estratégico com apoio do ME. Outro ponto relevante é a possibilidade de adesão ao Almoxarifado Virtual Nacional – serviço de logística do Ministério da Economia. A iniciativa prevê a oferta de sistema informatizado para fornecimento de materiais de consumo administrativo, ou seja, materiais de expediente (papel, caneta, grampeador) e suprimentos de informática (CD, DVD, pendrive), com entregas em todo o território nacional.

No plano do Inca também está prevista a implantação de ações de gestão estratégica até novembro de 2022, num total de sete iniciativas para a transformação institucional. Entre elas, a possível implantação do Protocolo Digital – o terceiro serviço mais utilizado na plataforma GOV.BR. Com este sistema, não é mais necessário que os cidadãos se dirijam fisicamente aos órgãos para fazerem solicitações de protocolo.

Os três planos contaram com o apoio da Secretaria de Atenção Especializada à Saúde do Ministério da Saúde, que foi signatária em conjunto com o Ministério da Economia e a Secretaria Especial de Modernização do Estado.

Fonte: Ministério da Economia

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp