LA-BORA! gov mostra foco em pessoas para maior engajamento e geração de valor público


 
 
Balanço/2020, com 96% de avaliações positivas, revela laboratório de gestão inovadora de pessoas se consolidando como ambiente de aprendizagem e experimentação
OLA-BORA! gov, laboratório de gestão inovadora de pessoas da Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal do Ministério da Economia (SGP/ME), lançou o balanço do trabalho realizado em 2020, destacando as principais conquistas. Entre elas, estão a marca de mais de 700 servidores impactados diretamente pelas ações, 44 oficinas colaborativas e realização de testes de protótipos com objetivo de errar rápido e pequeno, antes de implementar em larga escala. O balanço mostra que os serviços alcançaram 96% de avaliações positivas dos usuários.
Essas ações são construídas com base no ciclo da inovação do Observatório de Inovação Setorial Pública (OPSI, na sigla em inglês), integrante da estrutura da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Tem como foco a melhoria da experiência dos servidores para gerar valor público. Nesse sentido, o laboratório tem o desafio de criar ambientes de aprendizagem e confiança criativa para estimular e inspirar servidores a inovar com foco em pessoas e orientação a resultados.
Conheça mais sobre o trabalho do LA-BORA! gov 
Segundo Luana Silveira de Faria, líder do LA-BORA! gov, “experiência do servidor e experiência do cidadão são intrinsecamente ligados. Para entregar serviços de excelência à sociedade, é determinante que os servidores públicos sejam parceiros engajados nesse propósito, com visão sistêmica e empática da realidade dos cidadãos”.
Outra conquista envolve a criação de novos modelos de trabalho, para desburocratizar e oxigenar a movimentação de pessoas no governo. A equipe do LA-BORA! gov, além de servidores lotados na SGP, é composta também por um time volante, de servidores que atuam duas vezes por semana no laboratório, em projetos específicos, mas mantendo o vínculo e a unidade de exercício original; e por servidores freelancers, pessoas que se cadastram, voluntariamente, em um banco de colaboradores, e podem ser convidados a atuar em um projeto ou serviço, de acordo com suas competências e interesses.
A ideia é considerar a tendência mundial da flexibilidade no trabalho, da atuação diversificada e sob demanda, em contraste ao formato rígido e circunscrito a áreas específicas de atuação. Os trabalhos são pontuais e têm duração e periodicidade customizadas caso a caso, sempre acordados com o colaborador e chefias.
Além disso, o balanço destaca 10 vídeos publicados na playlist do LA-BORA! gov no canal do Ministério da Economia no youtube, que servem para disseminar conhecimentos e práticas sobre ferramentas inovadoras e técnicas ágeis que podem inspirar e melhorar a experiência das pessoas no trabalho.
Fonte: Governo Federal

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp