Participantes do VIII Enop discutem a implantação do BIM nas organizações

O penúltimo dia do Encontro Nacional de Obras Públicas (Enop) trouxe para discussão um dos mais importantes temas do setor da construção na atualidade: a modelagem BIM.

O Building Information Modeling é um conjunto de políticas, processos e tecnologias que interagem gerando uma metodologia de gerenciamento do fluxo das informações de todas as fases do ciclo de vida de uma edificação, arquitetura, engenharia, construção, operação e manutenção.

Durante o painel, ministrado pelo diretor de Engenharia da Valec, Washington Luke, foram debatidos os principais passos para iniciar a implantação do BIM, a importância da modelagem, os principais desafios a serem superados, o gerenciamento do plano de implantação do BIM, onde pode ser empregado, exemplos de implantação, e os principais softwares e segmentos de atuação.

Para o especialista, a Modelagem da Informação da Construção tem se consolidado como um novo paradigma para o desenvolvimento de empreendimentos de arquitetura e de engenharia, considerando todo seu ciclo de vida, desde a concepção do projeto, o acompanhamento e controle de obras e a realização da gestão e manutenção de edificações e obras de infraestrutura.

“A utilização do BIM aprimora muitas práticas do setor da construção e traz diversos benefícios ao mercado, tanto pelo lado daqueles que participam da cadeia de produção quanto dos proprietários e contratantes. O BIM aumenta a confiabilidade nas estimativas de custos e no cumprimento dos prazos, reduz a incidência de erros e imprevistos, garante uma maior transparência no processo de compra e confere maior qualidade às obras”, explica o diretor.

Para Luke, o BIM impõe à indústria nacional o desafio de superação do atraso em relação aos avanços já alcançados em outros países. “Ao setor público cabe a tarefa de induzir essa mudança, tornando a metodologia BIM requisito indispensável no planejamento, acompanhamento e fiscalização de obras públicas”, acrescenta.

Talk Show – O terceiro dia do Encontro também foi marcado por debates entre os palestrantes do Enop. O Talk Show, mediado pelo engenheiro e coordenador técnico do evento, André Baeta, contou com a participação dos auditores do TCU, Cláudio Sarian e Rafael Jardim, bem como do engenheiro e procurador do Estado do Paraná, Hamilton Bonatto. Os participantes também participaram do debate por meio do envio de perguntas. Na pauta, a contratação integrada, o reequilíbrio econômico-financeiro, os pontos fortes e os desafios da nova Lei de Licitações e Contratos, entre vários outros temas.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp